Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2011

Fallen Angel

Homem de Barro

O Beijo

Aquele momento inesquecível
um instante perfeito passível
do tempo simplesmente parar
nada mais ao meu redor interessar...

Cair nas graças dos teus braços
Olhar-te nos olhos e neles navegar
pelo céu, pelas estrelas, formando novos laços
provar da fonte, daquela água a aspirar...

Beijo! Acima de tudo, ele não precisa ter pressa!
Seja ele intenso, tocante, rude ou derradeiro
de todas as vivências que a onda expressa
ao chocar-se com o rochedo, pois o beijo é verdadeiro!

O beijo exprime a ansiedade
a intensa, tão esperada, vontade
de sucumbir no braço de alguém
que a quer, que a deseja também...

Viver tenso, aquele momento de carinho
aquele instante que se deixa de ser sozinho
Aquele momento que duas almas se unem
numa entrega de amor ao qual se desnudem

De todos os segredos que o coração pode ter
de todos os ciúmes que podemos ali viver
o beijo é aquele momento que somos um
e não há na vida momento igual algum...

Thiago Guimarães de Pina

Ainda Há Amor

E enfim... O tempo tem lá a sua beleza!
A sua arte de pincelar as linhas da vida
O rabisco que escreve o caminho com clareza
com o ritmo forte, intenso de pura batida!

Naquela noite fiquei horas a olhar para o céu!
Naquele momento nada mais era importante
tudo me pareceu tão perto, porém tão distante
e com um simples escrever passei para o papel!

Aquela vontade de voltar a ser anjo
de ir pelo mundo a contar histórias
de caregar uma espada de fogo! Arcanjo!
e por Deus revelar estas grandes glórias!

Assim como as estrelas incontáveis do céu
Assim seriam as pessoas que me ouvirão
desde as estrelas que mal posso ver no véu
daquele manto azul, muitos aqui sentirão

Ainda há amor! Ainda há amor!
Ainda há amor para se poder sonhar!
Ainda há amor para apenas se apaixonar!
Ainda há amor para se caminhar em dor,
Mas superá-la já é prova maior de vitória
E ao fim da vida ter uma grande história
para se compartilhar

Amar é caminhar no deserto
é ter o temor no coração
de que pode perder a razão
sem saber se é puramente cert…

Temores

Afinal eu tenho os meus temores
em certos momentos o coração
acelera a ponto de causar tremores,
calafrios, arrepios... Ahh falta de razão!

Quero dizer com todas as letras o que penso!
Quero com todos os gestos te mostrar o que sinto!
O coração não resistiu, juro que lutei pra não falar!
Falei comigo mesmo que não ia dar certo!
Nesse ponto não há rima que dê jeito!

Ai! Falta de bom senso! Afinal não a conheço!
Como pude ser assim? Tão desesperado?
Só por que o amor verdadeiro é o que careço?
Mesmo assim eu disse que estou apaixonado!

E aí o coração acelerou nada se fez certo!
Não havia mais em mim um homem experiente,
mas sim um menino carente de experiência
com o temor no coração de não ser quem ela procura...

Não posso garantir ser um príncipe encantado!
Sou mais um plebeu humilde e desajeitado
que deseja entrar na corte real da tua vida,
pois quero mais que um encontro e uma despedida

Não posso garantir ser o que sonhas tanto assim
Por mais que eu queira até ser, eu não sou perfeito!
Não posso garantir s…

Me Dê Asas!

Que sentimento é esse?
que invade meu pensamento
tira o meu reles momento
esse que era de paz, esse...

Que tiras de mim o sono e não consigo pensar!
Aliás penso e muito naquela estrela ali a brilhar!
Ela que tocara o meu coração com sua luz
fazendo-me negar a mim mesmo e pegar a minha cruz

E a seguir o seu brilho esta noite pela estrada
de terra batida que se tornara a minha escada
para alcançar aquele céu azul escuro
e enfim tocar aquele coração puro...

Quero dizer que já amo aquela estrela
já sou desesperado por sua intensa centelha
e só me faltam as asas que um dia arranquei
pois humano, um dia, eu tolamente me tornei

Ah Senhor! Te peço! Me dê asas novamente!
Dê-me, pois meu coração precisa carentemente
aprender a voar para o céu para lá encontrar
aquela estrela que me faz nessa vida amar...


Thiago Guimarães de Pina

Poema do dia...

Quero cair do céu!
Para viver a vida de um mortal!
Quero mesmo uma vida normal
e desvendar esse tenso véu!

Vou arrancar de mim essas asas
que por tantos lugares me levaram
de hoje em diante vou caminhar
sobre a luz do sol e ali vou ser feliz
pois meu coração bate, vive
sou humano, sou mortal
e ao pó eu irei...


Thiago Guimarães de Pina