Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2010

O Amor Incondicional

Por onde quer que eu tenha andado
não importando toda a lágrima
fugida de um coração puro e apaixonado
não importa o horizonte e a página.

Em meio ao meu desespero
pude a noite, contigo, sonhar.
Escalei o céu num exaspero
sempre por tua luz a procurar.

Não importa o deslizar do escrever,
pois sem teu sorriso não há viver.
Não importa ter eterna vida
se não for eterno este bem querer
e tudo for só um encontro e despedida.

Queria eu fazer parte do teu pensamento
queria que o arrepio que sinto fosse o vento
trazendo a tua memória para mim
pois não creio que este amor tem fim.

Naquele tempo que o paraíso estava aqui
não havia lamentações, pois sabia que é incondicional.
O intenso fervor, o puro brilhar dizendo que estou aqui
esperando, sonhando e crendo que no final
o impossível se tornará palpável ou real
e que num fechar e abrir dos meus olhos
eu terei um mergulho no teu mundo
e ali terei te achado no lago profundo
que é do ato da entrega incondicional...

Thiago Guimarães de Pina

Noite de Verão

É noite de verão!
O vento sopra lá fora
uma lembrança sem razão
daquela que foi embora...

Ouço no sussurro do vento
o ecoar interminável do teu nome
sinto nada mais do que uma fome
vontade de devorar o pensamento

Esse que corroi a saudosa divindade
que o teu nome na minha alma é.
Sei que não vivo sem ter saudade
do teu oceano cruzando o meu recife.

Parece que as estrelas ganharam voz
pois falam através do vento
fortemente o teu nome, teu momento
de sorrisos que seguem até a foz
e ali adentram no oceano
do coração que tanto amo...

Thiago Guimarães de Pina

O Sonhador

Imagem
Um sonhador de fato vive
a buscar um novo amanhã
a tecer uma nova e grossa lã
a caminhar por nuvens a qual ide
a conquistar uma nova estrada
a subir sempre aquela difícil escada.

Não importa aquela noite mal dormida!
Não importa aquele choro de despedida!
Não importa aquele amor que esteve de saida!
Só importa que a missão, até o fim do dia, seja cumprida!

Um sonhador esquece sempre de comer!
As vezes esquece até de, nessa vida, crescer!
Isso porque o sonhador sonha com o melhor mundo
de tal forma que se entrega para limpar o imundo
esquece de quem avisa, pois amigo sempre diz que é
vive a cair duro no chão, mas no final sempre fica de pé.

Um sonhador vai no meio de um sinal de trânsito
e ali distribuir risos e tirar o cego do âmbito
habitual estado de inércia espiritual...
Já reparam? Um sonhador não é normal!

Um sonhador é aquele chamado de louco
mas bem disseram
que as coisas loucas foram escolhidas
para as sábias confundir.

Um sonhador é aquele que sabe sentir
que a vitória que tanto esperou está perto
sab…

A Lua

Imagem
Lua...

Tua beleza me fascina

por um brilho que alucina

a todos os olhares do mundo...


Teu sublime olhar profundo

guarda a estrela, o brilho do amanhã

de uma nova página ou história

de uma nova vida cheia de glória...


Por quantas vezes irei te contemplar

apaixonado por teu intenso brilhar?

Por quantas vezes sozinha andarás

virando as páginas que deixara para trás?


Ai lua! De ti todos os homens dirão

que tu és o que os tira da razão

de serem normais na vida

nessa de encontro e despedida...


Torço por ti minha lua para encontrar

o teu novo sol, teu novo porto seguro

pois de ti quero ver o sorriso por amar

e ser amada pelo sol quente e puro

cheio de calor

cheio de amor

para te dar.

Thiago
Guimarães de Pina

O Contador de Histórias I

Imagem
Quantas páginas eu vou escrever?
Quanto mais de tempo vou esperar?
Quanto mais de momento vou viver?
Enquanto ela não me notar.

Quantas noites acordado vou passar?
E quantas vezes para o céu eu vou olhar?
Quantas estrelas eu ainda vou contar?
Enquanto meu sonho não voltar.

Lutei para um sonho se realizar
o de cantar para o mundo inteiro ouvir
que meu coração não é ninguém
mas para ti ele quer ser alguém.

Não deixe essa voz sumir
pois quero amar você
assim sem mais, só por querer.

Quantos kilômetros eu vou estar
nessa estrada sem volta de te encontrar?
Quantas histórias eu vou completar?
Enquanto você não ficar.

Quantas canções eu vou cantar?
Quantos poemas eu vou declamar?
E quantos corações vou ajudar?
Enquanto você não me notar.

Eu andei mundo a fora solitário
carreguei nas minhas costas meu armário
meu diário de bordo com histórias pra contar
minhas histórias de amor para compartilhar.

Não deixe essa voz sumir
pois eu quero amar você
não me deixe partir
assim sem mais por querer.

Thiago Guimarães de Pina

O Quarto II

Queria tanto sonhar
acreditar na irrealidade
de que o amor é logo ali.

Queria tanto apostar na apostasia
essa de ter em mim a alegria
vontade de preencher de cores o meu quarto.

Todo desarrumado, todo zoneado
eis que há nele roupas jogadas ao alto
a tv pelo menos foi consertada
no entanto perdi a minha janela para o mundo.

Não posso mais mergulhar profundo
nesse céu de mar azul escuro
meu olhar nele não é mais puro.

Tornou-se obsoleto na treva do dia dia
o coração carrega consigo a sina
de ser uma pequena e corajosa ilha
de sonhos e desejos impossíveis.

Ainda que me falte comida
ainda que me falte bebida
não há de faltar em mim a fé
de que ser quem sou já é a diferença.

Já é, meus caros, a beleza de uma crença
acreditar que aquela mulher pode mudar
de que aquele olhar que enfeitiça poderá ficar
nas páginas dessa esperançosa vida.

Eis que as paredes deste quarto hão de ouvir
os gritos, os ugidos de soberania e controle da própria vida
mas não o controle do verdadeiro amor.
Ah amor! Ah dor!

Thiago Guimarães de Pina