Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2010

Nada para Declarar

Nada para declarar
nada para ressaltar
ou apenas apontar.

Não tenho nada para dizer
não há nada para aqui fazer
não tenho para onde olhar
nem tenho onde descansar.

Não há estrelas no céu nesta noite
não há quem faça em mim um açoite
de me amar da mesma maneira
que amo meu próximo sem eira.

Não há em mim a vontade de julgar
nem tão pouco há a vontade de subjulgar
quem nunca me olhou profundamente
quem nunca buscou me entender completamente.

Não há em mim o prazer de viver só
pois não há em mim quem desate esse nó
que está entalado na garganta ao qual quero gritar:
EU ESTOU AQUI!
EU ESTOU AQUI!
EU ESTOU AQUI!

Bem alto e bem forte eu quero gritar
para deixar no mundo a marca do meu ar
se espalhando pelos quatro ventos da terra
as palavras loucas deste homem que berra
pois não aguento mais ser sozinho.

Thiago Guimarães de Pina